holomeditar

Tal como vários outros conceitos, a meditação é definida e praticada de forma variada por diferentes "meditadores".
E os diversos métodos de meditação estão relacionados com os correspondentes conceitos.

Meditar é médio estar, é estar no meio,
é estar entre o nível de consciência corporal
(que perceciona, coordena e atua na aparência formal)
e o nível de consciência espiritual
(que perceciona, coordena e atua na essência pura),
é, portanto, estar no nível de consciência anímico
(que perceciona, coordena e atua na energia em movimento).


Meditar também pode ser definido como o estabelecimento de ligações entre estados de consciência e respetivos fluxos.

O ser integral, que somos, comporta 3 níveis de consciência (corporal, anímico e espiritual).
Em cada um dos corpos que já temos estruturado funciona um grau de consciência. Se já tivéssemos os 7 "corpos" (físico, emocional, mental, intuitivo, concetual, comum e uno) devidamente estruturados, utilizaríamos 21 (3 x 7) estados de consciência. Como provavelmente ainda só temos os 3 ou 4 primeiros já individualizados, funcionamos com 9 ou 12 estados de consciência principais (podemos também considerar os sub-estados de consciência para cada um dos 7 corpos, e os sub-sub-estados de consciência para cada subplano desses corpos, os 21+0=22 arcanos maiores do tarot, referem-se provavelmente aos 21 estados de consciência dum subplano da mente racional lógica, que é o que tem estado em desenvolvimento desde a Atlântida até hoje)...

O ego, o nível de consciência ligado à personalidade (aparência do conjunto dos corpos), coordena alguns dos aspetos externos do ser e suas relações com o exterior.
Por isso quando (nós enquanto ego) pretendemos entrar em meditação voltamos a atenção para o interior de nós mesmos...

Quando atingimos o alinhamento, os diversos componentes do ser, que somos, entram em sintonia e sincronicidade e o fluxo da vida percorre-nos transmitindo o amor com sabedoria, atuando inteligentemente onde, quando e como convém, com o poder que é inerente à vontade una.

Várias são as técnicas utilizadas para atingir, ou tentar atingir, este estado de alinhamento e meditação, mas convém não confundir os métodos com a real assunção da meditação!
O que a usualmente se chama meditação, são, na verdade, as técnicas ou meios para a atingir.

Certamente que muitas dessas técnicas são bastante válidas, e quase imprescindíveis para quem está a iniciar este percurso.

Mas, à medida que a consciência coordenadora se vai transferindo do mental racional lógico emotivo para o mental racional lógico exato ou para o mental racional lógico intuitivo, algumas das antigas técnicas vão ficando desactualizadas...

Reza, prece, invocação, evocação, concentração, oração, silêncio, meditação, contemplação; mais do que meras palavras, são conceitos que convém compreender e definir...
Cada uma está relacionada com determinados métodos e é mais ou menos apropriada para determinados seres que estão passando pela correspondente etapa involutiva-evolutiva...


Holosíntese, ao reunir coletivos, naturalmente atrai os seres que se afinizam com os seus propósitos.
Nestes coletivos é estimulada a integração consciente e voluntária do ego na própria alma (eu superior) para possibilitar uma vivência em maior harmonia (amor, saúde, vitalidade) e possibilitar a nossa participação num serviço altruístico, que contribua para o bem comum.

Portanto, mais do que usar este ou aquele método para atingir o estado de meditação, o que mais conta, para nós, é a intenção de o nível de consciência egoico confiar no nível de consciência anímico e deixar-se coordenar por esse nível de consciência superior.

E como o nosso objetivo principal não é propriamente o de estabelecer ligações com estados de consciência mais subtis, mas periféricos, que apesar de perfeitamente válidos e úteis, ainda estão sob a coordenação do ego, mas sim o de ir em direção ao nosso próprio centro, alinhando-nos com o nível de consciência espiritual, através do nível de consciência anímico, os métodos usados para atingir este fluxo de consciência devem refletir esta intenção.

Como consideramos que o ego (nível de consciência que coordena a personalidade) é um componente do ser, e que é precisamente este o que mais precisa de evoluir, ele também é chamado a conscientemente participar no trabalho coordenado pela alma.

Por isso os métodos que se destinam a colocar o ego num estado de adormecimento, de modo a que ele interfira o mínimo, tais como ladainhas, rezas ou "mantras" repetitivos, não são os mais aconselháveis.

Repetir afirmações "positivas", bem como negar o "negativo", mas sem que haja uma clara compreensão e aceitação do que se está a afirmar, ou a rejeitar, para influenciar o subconsciente (os estados de consciência que se encontram "abaixo" daquele em que nos encontramos), também não é o mais indicado. E claro que o supra consciente (os estados de consciência "acima" daquele em que nos encontramos) não se deixa enganar por afirmações, ou negações, ocas de sentido.


Ora como o corpo físico é o mais antigo e desenvolvido dos nossos corpos, e como está habituado a obedecer aos impulsos emocionais e mentais, é precisamente este o corpo que mais facilmente pode ser coordenado pelo nível de consciência da alma (daí alguns métodos de consulta e adivinhação o utilizarem nas suas subtis manipulações, porém esses métodos procuram geralmente satisfazer as curiosidades e necessidades do ego), assim vamos desenvolver algumas práticas que possibilitem a espontânea movimentação do corpo físico, tais como a dança, algo semelhante ao tai-chi, consciencialização dos fluxos energéticos, etc. mantendo a intenção de o tornar um mais eficiente veículo para a manifestação da alma, atingindo o estado de meditação em movimento, movimento este que inclui a estaticidade...

Então, depois de o ter feito várias vezes, o ego deixa-se atravessar pela alma e pode entrar em estado de meditação em qualquer momento ou situação, confiando na mais abrangente consciência anímica.



Para se entrar no estado de meditação
por vezes convém orar...



Oração

Orar é estabelecer e estabilizar a abertura e a ligação



Para se atingir a oração
pode ser útil concentrarmo-nos...

Concentração

no centro da vida
está a vida

no centro do amor
está o Amor

no centro da luz
está a Luz

no centro de mim
estou Eu
eu estou no centro
porque o Centro está em mim

eu estou na periferia
porque o Centro está na periferia
e a periferia está no Centro

o Centro é o Ponto
infinitesimal Infinito

o Ponto
contém todos os pontos

Consciência



Mas, é possível ir mais além...

Contemplação

Contemplar é estar no templo,
é ser o templo
é ser espírito
é vivenciar o nível de consciência espiritual...

quando estou em mim mesmo
estou em todos
e todos estão em mim

para além das aparências

sinto

sei

sou